On-grid ou off-grid? Você sabe a diferença?

No Brasil, o mercado de energia solar tem crescido exponencialmente.

 

Em uma busca crescente por fontes de energia limpa e renovável, a energia solar tem se destacado como uma das opções mais econômicas e práticas dentre todas as outras. On-grid ou off-grid

Muito disso por conta do seu baixo custo se comparada a outras fontes e da sua praticidade, pois basta instalar as placas voltaicas e começar a usufruir dos seus benefícios.

Mas, para isso, é necessário primeiro conhecer os diferentes tipos de sistemas fotovoltaicos disponíveis e como eles funcionam. Pois, apesar de ambos terem como base a captação de luz solar, seus usos, custos e funcionalidades são diferentes.

Por isso, neste post, falaremos sobre os sistemas On e Off-grid e suas principais características. Acompanhe.

Sistemas Off-grid

A principal característica do sistema Off-grid é a independência da rede comum de energia. Isso significa que esse sistema é capaz, não só de gerar, mas também de armazenar energia quando a produção for maior do que a demanda.

Quando isso acontece, toda a energia excedente é armazenada em baterias para que possa ser utilizada quando houver pouca incidência de luz solar, como em dias nublados ou durante a noite.

Existem dois tipos de sistema Off-grid: os de pequeno e de grande porte. Os de pequeno porte possuem capacidade energética que varia entre 1,5 kWp (quilowatt-pico) e 20 kWp e, por isso, são indicados para fins mais específicos e que não exigem uma grande quantidade de energia.

Por exemplo, a utilização em antenas de comunicação, monitoramento de radares, residências e pequenos empreendimentos em locais remotos.

Sistemas On-grid

Diferentemente do sistema Off-grid, o sistema On-grid é conectado à rede elétrica. Nesse sistema, quando a produção é maior do que a demanda, a energia excedente é armazenada na rede comum.

E, quando o sistema não produz energia suficiente, a rede compensa o que faltar.

Com isso, não é necessário o uso de baterias para armazenagem, o que torna este tipo de sistema bem mais barato. Há, ainda, a vantagem de se pagar uma conta de luz mais baixa, já que a energia que for armazenada na rede é revertida em créditos financeiros que são descontados do valor final.

Outro ponto interessante é que esses créditos podem ser abatidos em outras unidades consumidoras, desde que estejam conectadas à mesma rede distribuidora e possuam o mesmo titular.

Em geral, por conta do baixo custo e um retorno mais rápido dos investimentos, o sistema On-grid é indicado para todos os consumidores que já tenham acesso à rede pública de energia, mas que queiram consumir uma energia limpa e mais barata.

Como dito no início do texto, a energia fotovoltaica tem se destacado como uma das principais opções de energia renovável em todo o mundo.

No Brasil, o mercado de energia solar tem crescido exponencialmente. Segundo a ANEEL, só em 2016 o número de microgeradores de energia solar cresceu cerca de 407% em relação ao ano anterior. Isso em plena crise.

Todo esse crescimento exige profissionais capazes de lidar com as nuances desse mercado. Por isso, um bom programa de capacitação pode fazer a diferença na sua carreira ou ajudá-lo a começá-la.

A Entec Solar oferece um dos melhores programas de capacitação do mercado. Saiba mais aqui.